Como usar renda conjunta para financiar um apartamento. Entenda

Como usar renda conjunta para financiar um apartamento. Entenda

A renda conjunta para financiar um apartamento pode ser a solução para aqueles que pretendem adquirir essa categoria de imóvel, entretanto, não possuem condições orçamentárias para isso.

Assim, ao conter mais de um contribuinte atuando na renda total do solicitante, a instituição financeira tende a conceder a aprovação de parcelas com valores altos, que possibilitam a obtenção de um bem mais caro.

Então, se a sua intenção diz respeito a comprar um apartamento e não dispõe do orçamento necessário, confira a seguir os principais detalhes acerca da composição de renda e como fazer uso desse recurso para a obtenção de um imóvel!

O que é renda conjunta para financiar um apartamento?

A renda conjunta para financiar um apartamento ocorre quando há associação de dois ou mais indivíduos para a aquisição de um bem por meio da operação de crédito.

Essa operação visa analisar o crédito de cada uma das pessoas envolvidas no financiamento. Assim, ao conseguirem aprovação, elas podem ter até 30% de suas rendas comprometidas, somadas às prestações do empreendimento.

Há instituições financeiras que tendem a aceitar toda e qualquer pessoa; já outras, apenas indivíduos com vínculo familiar ou conjugal. Ou seja, cada banco estabelece a própria política para composição de renda.

Além disso, é importante mencionar que, logo que a dívida obtida é quitada, todas as pessoas que fizeram parte da renda conjunta, se tornam proprietários do bem. Desta forma, no acordo, é necessário haver uma relação de colaboração e confiança entre as partes.

Quais são as vantagens da renda conjunta para financiar um apartamento?

A renda conjunta para financiar um apartamento, sem dúvida alguma, pode ser apontada como uma ação facilitadora no que diz respeito à aquisição da casa própria.

Para entender como a composição de renda pode facilitar a compra de seu imóvel, descubra a seguir os benefícios essenciais desse recurso.

Facilidade em ter o financiamento aprovado

As chances de conseguir aprovação no financiamento imobiliário por meio da composição de renda, é bem maior. Isto porque é exigido que você comprove que possui renda suficiente para arcar com as prestações.

Dessa forma, a depender de seu ganho mensal, se torna difícil que o crédito solicitado seja aprovado. Assim, ao optar pela renda conjunta para financiar um apartamento, o faturamento aumenta, mostrando para o banco que ele pode aprovar sua solicitação de financiamento.

Aumento com relação ao valor financiado

A sua renda somada com a de outros indivíduos resulta em lhe conceder o financiamento sob um valor maior. Com isso, o seu poder de compra é ampliado e, assim, possibilita que você compre um apartamento mais caro, por exemplo.

Montante advindo do FGTS

Todos os participantes da renda conjunta para financiar um apartamento podem utilizar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A soma do saldo do FGTS de todos os familiares (incluindo o seu) possibilita que você dê um valor de entrada maior.

Com isso, a utilização do FGTS permitirá o adiantamento de parcelas; e, que o custo total do financiamento seja reduzido.

Programa Minha Casa, Minha Vida

O Governo Federal do Brasil oferece alguns programas habitacionais, como é o caso do Minha Casa, Minha Vida. Com ele, você consegue conceber renda com outras pessoas.

Sem contar que se torna possível ter acesso a outras vantagens, como, taxas de juros mais baixas, subsídio, longo prazo para efetuar pagamento, dentre outros benefícios.

Quem pode constar na composição de renda para financiar um apartamento?

Quando se fala em renda conjunta para financiar um apartamento, é de grande importância ressaltar que cada modalidade de financiamento impõe regras específicas. De forma geral, isso ocorre com as instituições financeiras e construtoras.

Em vista disso, analise todos os detalhes com a organização e construtora que pretende escolher . Além disso, para obter êxito na composição de renda, confira mais detalhes desse empreendimento.

Renda conjunta entre amigos e familiares

Qualquer pessoa pode fazer parte da renda conjunta para financiar um apartamento. Deste modo, se torna possível compor renda com amigos, namorado (a) ou familiares.

Porém, existem instituições financeiras que estabelecem limites no que diz respeito à participação da composição de renda. Neste caso, pode acontecer de genros, sogras e cunhados ficarem de fora da renda conjunta.

Situação cadastral regularizada

A pessoa que deseja obter aprovação no financiamento imobiliário, deve apresentar um bom histórico de pagamento. Neste caso, sem exceção, os participantes precisam ter o conhecido ‘nome limpo’.

Assim, estar com o nome na lista de órgãos de restrição ao crédito, possuir dívidas pendentes ou apresentar inadimplência, se referem a fatores que impedem a aprovação de crédito.

Qual a idade para participar da composição de renda?

Para assegurar que ocorra o pagamento das parcelas, geralmente, os bancos credores exigem que as pessoas tenham certa idade para fazer parte da composição de renda.

Desta forma, caso o grupo contenha indivíduos com idades diferentes (uma pessoa com 25 e outra com 50 anos), a instituição financeira considerará o mais velho, dando mais ênfase ao participante que possua idade maior que o outro.

Financiamento de imóveis pelo Meu Primeiro Apê

Financiar um imóvel, como um apartamento, significa a aquisição de um bem que, no presente, tende a atender às suas necessidades e, no futuro, resultará em benefícios para os seus filhos e, se for o caso, também aos netos.

Ao analisar essas situações, não restam dúvidas de que você deve escolher uma excelente construtora, organização capaz de superar suas expectativas atuais e, a longo prazo.

Em razão disso, caso sua pretensão seja a de obter êxito no que se refere ao financiamento imobiliário, é imprescindível que você contrate o Meu Primeiro Apê. Imobiliária esta que se mostra como a forma assertiva de você fazer isso!

Produtos e serviços

Ao escolher o Meu Primeiro Apê, além de ser possível comprar apartamento ainda na planta, você tem o direito a acessar assuntos que envolvem o âmbito imobiliário (taxas e financiamento).

O mais surpreendente, é que o Meu Primeiro Apê permite que você analise os serviços e produtos acessando o site por meio de quaisquer aparelho digital com acesso à internet.

Nesse site, você é possível encontrar os melhores imóveis sem que você gaste tempo procurando.

Quer saber mais sobre o assunto? Veja a seguir o que o Meu Primeiro Apê tem a oferecer:

  • Simulação aberta de condições de financiamento;
  • Venda de apartamentos em diferentes estágios de construção;
  • Cadastro de imóveis feito pelas corretoras.

Além de ter entendido como usar a renda conjunta para financiar um apartamento, agora, você sabe também que os produtos e serviços do Meu Primeiro Apê estão à sua disposição!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.