fbpx

8 sinais de que é o momento de sair da casa dos pais

sair da casa dos pais
6 minutos para ler

Ter comodidade e conforto são quesitos importantes para quem busca pela qualidade de vida e em alguns contextos, a proximidade com os pais pode ser um facilitador. Porém, não é novidade que o sonho de sair da casa dos pais está no imaginário de muitas pessoas. Seja pela necessidade de novos desafios ou por amadurecimento. 

Em 2017, Eric Klinenberg, professor de sociologia da Universidade de Nova York, lançou um estudo que enriquece a discussão sobre o tema. Segundo as suas considerações, mais pessoas (no mundo todo) estão optando por morar só.

A tendência é um reflexo das transformações sociais que envolvem: tecnologia, urbanização, novos costumes e acessibilidade financeira. Esse novo modelo de vida, que atinge não só os jovens,é um sinal consistente de que habitação e qualidade vida andam juntos. 

Existem, ainda, alguns sinais que indicam o melhor momento para sair da casa dos pais e que envolvem, não apenas àqueles que desejam morar sozinhos. Você se encontra nessa situação? Então, leia nosso artigo e confira algumas dicas! 

Sair da casa dos pais: os principais sinais

1. Interesse em investir 

Sair da casa dos pais é, também, uma forma de investimento pessoal. Trata-se de  uma estratégia pontual para aqueles que visam a  segurança patrimonial. A opção pode ser vantajosa pelas possibilidades de rentabilidade ao longo tempo, por meio da valorização constante dos imóveis. 

2. Necessidade de crescimento

Não se sente à vontade morando com os pais e quer ter seu próprio espaço? Convém  pesquisar a respeito de alternativas para sair de casa. Muitos adultos, por mais que contribuam nas despesas da casa, veem-se frustrados por não bancarem seu próprio apartamento. Talvez seja a hora de definir metas para o seu futuro.

Analise seus ganhos, estipule uma meta e pesquise a respeito de imóveis que suprem suas necessidades. Quando nos deparamos com metas atingíveis, fica mais fácil dar o primeiro passo rumo à independência.

3. Horários diferentes

É muito comum que famílias com horários discrepantes tenham a necessidade preservar seu descanso. Por mais que seus pais não reclamem do seu barulho, pode ser muito incômoda a convivência com quem conversa enquanto você precisa dormir. 

Nessas situações, os filhos podem se ver presos a situações paradoxas. Em resumo, você quer respeitar o espaço do outro, mas precisa do seu momento. Para ter a liberdade de transitar pela casa no horário em que lhe seja conveniente, reflita a respeito da sua liberdade e comece a procurar por um apartamento.

4. Renda suficiente

Se você consegue sobreviver do seu salário, pode ser uma boa hora para começar a procurar por um apartamento. Ainda que possa ser desafiador o valor total que o levará à independência, com organização e economia é possível fazer dar certo.

Comece a cortar supérfluos e veja como seu dinheiro vai render no final do mês. Mesmo que não tenha o total para comprar um imóvel, junte dinheiro ou financie a entrada do seu apê. 

5. Casamento à vista

Está em um relacionamento sério e não vê a hora de juntar as escovas de dente? É hora de procurar um lugar para vocês dois.

A rotina íntima de um casal pode não combinar com a rotina de seus pais, fazendo com que o clima pese e que mais discussões surjam. Além disso, um espaço limitado pode não ser suficiente.

Se pretende casar ou morar junto, comece a ver uma opção para garantir um cantinho para os dois. A escolha vai compensar a vida mais calma e em paz.

6. Possibilidade de personalização 

À medida que crescemos, começamos a ter gostos diferentes. É uma poltrona bonita que está em promoção, uma TV nova, um item de decoração…

O problema é que, morando com os pais, muitas vezes não é possível você interferir na decoração e criar um jardim para apartamentos ou uma horta na cozinha. O resultado é um quarto abarrotado de coisas e pouco espaço para que você viva com conforto.

Perceber que você precisa de um lugar maior é um dos sinais de que é hora de sair da casa dos pais. Assim você pode comprar aquela cama king size que sempre sonhou e deixar seu espaço como gosta.

7. Pouca liberdade

Se você quer chamar seus amigos em casa para assistir a um filme ou para um jantar descontraído, mas não se sente confortável, é bom rever sua situação.

Os adultos chegam a uma idade em que querem ter seus próprios momentos com os amigos. Da mesma forma, os pais também querem a liberdade de usufruir do descanso após o trabalho.

A vontade de receber seus convidados em seu próprio lar começa a apitar no início da fase adulta, quando nos vemos autossuficientes e independentes.

Será que não é hora de conquistar seu próprio apartamento e ser, pela primeira vez, o anfitrião da turma? Ouça e obedeça seu grito de liberdade.

8. Excesso de regras

Não tem nada que incomode mais do que ouvir que as regras são da casa dos pais. Incomoda, mas talvez seja uma verdade. 

Nesse meio, que pode ser muitas vezes autoritário, você é obrigado a seguir regras com as quais não concorda. Elas podem ser simples, como não poder comer no sofá, até mais absurdas, como limitação de horário para a TV ou para chegar em casa.

Ninguém consegue viver em um ambiente com tantas regras quando se quer liberdade. Entender que você precisa viver conforme seu estilo de vida pode ser um sinal bastante consistente de que você precisa garantir o próprio espaço. 

Encontre o imóvel que sempre quis

Agora que você está decidido a ter seu espaço de uma vez por todas, é hora de entender suas necessidades e fazer uma pesquisa a respeito das opções disponíveis no mercado. Comece a poupar e veja seu sonho tomar forma, o esforço será gratificante!

Caso tenha dúvidas sobre como adquirir um imóvel, lembre-se que existem empresas e profissionais preparados (como corretores imobiliários) para ajudá-lo nessa situação.

E aí, gostou das nossas dicas? Então, aproveite e assine nossa newsletter para receber mais artigos com esse! 

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-